14 Dicas para Realizar um Casamento Econômico

 

Então, vocês decidiram que está na hora de chamar todo mundo e oficializar a união como pede a tradição. Com direito à festa, vestido, comida, bebida, muitas fotos e tudo mais, porém, com um pequeno detalhe, o orçamento. E agora, como fazer uma bela cerimônia sem gastar rios de dinheiro?

O jeito é programar com antecedência, botar a mão na massa e ter paciência para negociar bons preços. Por isso, preparamos 14 dicas para você que quer casar gastando pouco.

 

1 – Comece a planejar

O planejamento antecipado é o seu melhor amigo. Planejar é o passo mais certo para quem quer casar, ainda mais se você quer reduzir os custos do casório.

Com mais tempo, você consegue pesquisar mais fornecedores, preços e negociar o pagamento em mais vezes até a data.

 

2 – Prefira dias que não sejam aos finais de semana

Importante dizer que a escolha do dia e da época também reduz o orçamento.

Datas muito concorridas são mais caras para casar, além de dificultar a reserva do local, do buffet, do celebrante e assim por diante.

Dias de semana são menos competitivos que os finais de semana, tanto na recepção, locais e fornecedores. Sábado é o dia mais caro, então, se seu foco é economizar neste item, risque esse dia da sua lista.

Se for pela manhã ou à tarde, melhor ainda. Casamentos diurnos saem mais baratos que os realizados à noite e são perfeitos para dar mais ênfase à decoração de casamento rústico!

Ah, considere o inverno, é a estação que menos têm casamentos, os preços dos fornecedores podem diminuir e muito.

Outra forma de economizar é diminuir o tempo da celebração, ao invés de uma festa com 6 horas de duração, você pode reduzir para 4 ou 5 horas, se o casamento for bem simples.

 

3 – Prefira espaços ao ar livre

Os casamentos ao ar livre estão arrebatando os corações dos noivos. E não é para menos. Nos casamentos ao ar livre, toda a exuberância da natureza entra em cena e se torna elemento indispensável da cerimônia e da festa.

Aposte em ambientes que sejam abertos como, sítios, fazendas e chácaras. Além de ficarem lindos nas fotos, eles precisam de menos decoração e também iluminação, caso o casamento seja durante o dia.

 

4 – Faça a cerimônia no mesmo lugar da festa

Hoje em dia isso já é bem comum, principalmente para quem não tem intenção de casar no religioso. A verdade é que também é um ótimo jeito de economizar, pois não inclui gastos de igreja ou decoração – e os seus convidados vão adorar não ter que deslocar para dois lugares diferentes!

Juntar os dois eventos no mesmo local tem muitas vantagens. Além da economia em decoração (que é uma despesa bem pesada), os convidados não vão precisar deslocar de um local para o outro. Também é uma ideia bacana para os casais mais modernos.  Muito mais prático, não é verdade?

 

5 – Invista em bolos cenográficos

Um bolo de verdade com dois, três andares, decorado com pasta americana, pode custar muito além do que você imagina. Para quem faz questão de ter um bolo decorando a mesa, a ideia é apostar nos falsos: ficam lindos nas fotos, são bem mais baratos e você ainda pode servir outras sobremesas e doces no lugar dele. Sinceramente, quantas vezes você comeu um bolo de casamento?

Procure economizar nos docinhos também. Escolha, no máximo, três variedades e evite as nozes ou frutas vermelhas, que são mais caras.

 

6 – Não gaste demais no vestido de noiva

Um vestido de noiva que seja a sua cara é algo obrigatório no dia do seu casamento, certo? A questão é quanto você está disposta a gastar nele.

Colocar um vestido deslumbrante é o sonho de muitas noivas, mas, para se sentir linda e estilosa no grande dia, não precisa gastar tanto dinheiro realizando o primeiro aluguel do vestido ou fazendo uma compra de um estilista famoso, por exemplo.

Um modelo para primeiro aluguel (ou seja, nunca antes usado) pode custar muito mais do que o segundo aluguel. Ele só foi usado uma vez e pode ser reformado para se ajustar no seu corpo, então, não há motivos para se preocupar.

Comprar não é uma boa ideia! Ele vai virar peça de museu, a não ser que você tenha tradição de passar de geração em geração.

Outra opção é comprar um vestido de segunda mão em bom estado em brechós ou em sites de compra e venda de usados na internet.

 

7 – Simplifique seu menu

Primeiro você precisa encontrar um espaço que não venha com o próprio buffet de comida, pois aí suas opções são mais amplas.

Hoje em dia, as finger foods são práticas, simples e rápidas de serem servidas – assim os convidados não ficam com muita fome enquanto rola a cerimônia.

Optar por um cardápio sofisticado, mas com menos opções, também deixa a festa de casamento mais barata. É importante tentar fugir do chamado “cardápio empratado”, quando o prato já vem montado e a comida vai até o convidado.

Para deixar mais barato, vale o “cardápio americano”, que o convidado se serve e não é necessário contratar mais mão de obra para a festa. Outra opção que deixa a festa ainda mais barata é contratar uma ilha de comida e servir apenas o prato principal, que pode ser uma massa ou um risoto.

 

8 – Aposte no estilo “faça você mesma”

A melhor maneira de economizar é apostar em itens que você possa produzir sem gastar muito: lembrancinhas, iluminação, arranjos de mesa e até mesmo o seu próprio buquê.

Se você conseguir um lugar ao livre, a decoração detalhada é muito menor, pois o espaço já é uma bela paisagem por si só. Além disso, não há a necessidade de decorar todos os espaços, pode ser só alguns locais específicos.

 

9 – Reduza sua lista de convidados

É claro que você deseja compartilhar o momento mais importante da sua vida com todos os seus familiares, amigos, colegas do trabalho, vizinhos, colegas da faculdade, amigos de infância e outros.  Porém, isso tem um custo e é bem alto!

Convide apenas as pessoas mais importantes para o casal. Se possível, após fazer a primeira lista, corte alguns nomes. Para reduzir os gastos, não convide ninguém por obrigação, mas apenas aqueles cuja presença realmente faz diferença para os noivos. Reduzindo o número de convidados, é possível economizar desde convites até centros de mesa e lembrancinhas.

Prefira convidar poucos e bons convidados para fazer um mini wedding, ou seja, um casamento íntimo, moderno e para até 150 pessoas.

Pense com carinho na sua lista de convidados e inclua somente pessoas com quem o casal tem intimidade e tem acompanhado a evolução desse relacionamento. Talvez algumas pessoas importantes tenham de ser deixadas de lado para economizar um pouco mais.

 

10 – Convite

Alguns casais estão criando sites do próprio casamento para armazenar fotos, divulgar a lista de presentes, organizar a disposição das mesas na festa, controlar o orçamento e até substituir o tradicional convite impresso. Desse modo, você não precisa arcar com os custos do papel, da impressão e da entrega do convite.

 

11 – Que tal fazer um buquê que não seja de flores?

A gente bem sabe que flores podem ser incrivelmente caras na hora de planejar um casamento. Então, aposte em montagens alternativas aos tradicionais arranjos de flores, inclusive no buquê! Você pode usar joias, fazer origamis, unir ervas e até flores falsas para dar o ar imponente.

Mas caso opte pelas flores, aqui vão algumas dicas:

Prefira as flores da estação, os preços são muito mais baixos e elas aguentam mais tempo na cerimônia.

Misture bastante folhagem verde na decoração, diminui bem o custo dos arranjos, já que colocará menos flores e dará um toque autêntico.

Não se apegue à sua flor preferida, caso esteja fora da época, substitua por outra da estação. Um florista irá ajudar com substituições perfeitas que você nem notará a diferença.

 

12 – Self-service de bebidas

Esse é um jeito bem funcional, prático e econômico de servir os convidados, pois dispensa o serviço de garçom.

 

13 – Lua de mel: fuja das altas temporadas

Seja o seu destino nacional ou internacional, procure ir antes ou depois da época de alta temporada. Os valores com certeza serão bem melhores!

Seja para um destino nacional ou internacional, sempre evite viajar quando for alta temporada, pois é quando as passagens, a estadia e os passeios ficam mais caros.

O ideal é pesquisar muito bem o local para o qual você e seu par pretendem viajar e ser flexível com o destino.

Dependendo do custo e do seu sonho, talvez você possa explorar uma nova cidade ou postergar um pouco mais a lua de mel.

Além disso, faça as reservas com antecedência, pois essa é sempre uma forma inteligente e certeira de economizar nas viagens.

 

14 – Pesquise preços e pechinche

O segredo para economizar na festa é pesquisar bastante.

Mas lembre-se que a ideia não é pegar o mais barato, o cuidado em relação ao custo-benefício é indispensável. Não vale a pena abrir mão da qualidade para pagar menos. É mais indicado avaliar qual é o melhor valor diante do que cada fornecedor oferece.

Não deixe também de pechinchar. A maioria das empresas e profissionais já se prepara para negociar descontos, caso o cliente peça isso, assim sempre há a possibilidade de abaixar um pouco o orçamento inicial eles.

 


Com essas dicas é possível transformar o seu grande dia em algo muito especial e inesquecível, economizando bastante dinheiro. Tem mais ideias e sugestões? Conte-nos!

Related Posts

Deixe um comentário