Dicas de como escolher as Alianças de Casamento

A escolha das alianças de casamento deve ser feita de forma muito especial.

Além de serem o símbolo do amor, ocupam um momento especial da celebração e nas fotos a serem eternizadas. Sem contar que farão parte da vida do casal durante muito tempo ou por toda a vida. Não se sabe ao certo se a aliança surgiu entre gregos e romanos ou entre os hindus. Os romanos acreditavam que, no quarto dedo da mão esquerda, passava uma veia ligada diretamente com o coração, daí a razão da aliança ser usada nesse dedo. O fato é que essa joia é o símbolo da união e do amor do casal, e seu uso apenas começa no dia do casamento.

Em meio a tantas preocupações na hora de organizar o casamento a escolha das alianças não pode ficar em segundo plano.

Embora possa não parecer complicada, a etapa da escolha das alianças do casamento, é importante e delicada sim, principalmente quando se envolve estilo.

Para te ajudar nesta empreitada, separamos algumas dicas super valiosas, para você não errar na escolha das suas alianças

 

1. Quando devo começar a pesquisar?

Inicie as pesquisas com pelo menos 4 a 5 meses antes de seu casamento, principalmente se optarem por modelos personalizados, feitas à medida, ou feitas especialmente para vocês. Se pretenderem fazer uma gravação da data de casamento, esta pode demorar até um mês, por isso acrescentem mais este tempo.

Mas se não faz questão de modelos personalizados, é preciso pelo menos dois meses para pesquisar a forma, o tipo e o preço das alianças. Este período de tempo será importante para selecionarem duas ou três alianças de casamento que tenham se encantado, revendo-as e experimentando-as diversas vezes. E se estiverem com muita pressa podem sempre comprar as alianças e questionar a possibilidade de as trazerem mais tarde para gravar.

Dica extra: Escolha um modelo bonito, confortável e durável. O casal pode escolher junto, ou o seu noivo pode querer fazer uma surpresa. Para isso, a dica é que ele fique atento ao seu gosto em relação a joias e saber o número de anel que você usa.

2. Investimento

As alianças devem ser consideradas tão importante quanto o vestido do casamento, a final, como já dissemos este será o maior símbolo deste rito de passagem que ficará marcado por toda vida. Por isso, já os inclua suas pesqueisas de preços no investimento total do casamento.

Quanto aos preços, não se esqueçam que vai depender muito do local e do material. Mas modelos anatômicos e mais leves costumam ser os mais baratos. Já as alianças de diamantes são as mais caras.

3. Sentir os anéis nos dedos

Evite apenas olhar, para se obter uma escolha precisa, experimente cada modelo que te agradar. Assim você poderá perceber o peso do anel em seu dedo. Ah! E preste atenção se suas mãos estão em temperatura ambiente, pois seus dedos podem estar inchados e interferir nas provas.

4. Qualidade

As alianças de casamento deverão ter duas marcas na parte interior, a primeira indica a marca do fabricante, e a segunda indica a qualidade do material. Se a aliança tiver mais do que um material, por exemplo, se for de ouro e de platina, esta aliança deverá de ter três marcas, duas marcas de qualidade do material e uma do fabricante.

5. Estilo

As alianças de casamento serão usadas por muito tempo, e por ser muito tempo que irão passar com estas alianças, elas deverão estar de acordo com o passar dos anos. Tentem não escolher alianças que passem rapidamente de moda, ou que se fartem com facilidade. Comprar alianças de casamento não é o mesmo que comprar uns jeans que se podem trocar quando estamos fartos deles.

Dica: Podem optar por alianças de platina lisas, e irem incluindo um pequeno diamante por cada ano do aniversário de casamento.

Tipos de alianças

Se sua prioridade é o conforto, escolha as alianças anatômicas; elas têm o seu diâmetro arredondado, o que evita que aperte o dedo.

Você pode optar por alianças polidas ou escovadas. A única diferença é que as polidas são mais brilhosas. Se você escolher um desses modelos, pode mudá-lo ao longo dos anos, de polida para escovada, e vice-versa.

Há três opções de ouro: amarelo, branco e vermelho. Escolha o que mais agradar ou faça uma mistura de dois ou três tipos.

Alianças de ouro e de platina são as mais duráveis. As de platina são mais caras, por se tratar de um metal mais denso.

Quanto às alianças de ouro, há uma variação. Alianças de 18 quilates possuem 75% de ouro puro, mais 25% de ligas metálicas (prata e cobre), as de 24k possuem maior pureza, porém, por serem mais maleáveis, oferecem pouca resistência; já as de 14k têm a menor pureza de ouro.

Se você não gostar de nenhum modelo disponível nas vitrines, pode escolher um modelo feito artesanalmente.

E é isso! Não se aprece para tomar uma decisão, somente se ambos realmente estiverem se sentindo bem em todos os aspéctos, será o momento certa para a decisão final de compra.

Related Posts

Deixe um comentário